sexta-feira, 7 de junho de 2013

Cidade do Atacado terá dois novos blocos

Expansão

A ampliação, que contará também com um outlet, deve-se à demanda do setor de logística do Estado

Perto de completar dez meses de inaugurada oficialmente, a Cidade do Atacado, em Caucaia, começa a executar a segunda fase de construção, onde mais dois blocos serão feitos e também planeja um outlet - prédio cujo perfil deverá ser diferente dos demais. O empreendimento também possui um pedido de financiamento no valor de R$ 80 milhões em análise no Banco do Nordeste do Brasil (BNB).


Localizada na confluência da BR-222 com a BR-020, a Cidade do Atacado deve gerar uma arrecadação anual de R$ 1 bilhão ao município de Caucaia, conforme previsão anunciada Foto: Alex Costa

O início da ampliação, segundo revelou a Colliers - empresa que administra a Cidade do Atacado -, deve-se à demanda pelo setor de logística do Estado por novas áreas de uso. Hoje, do total de 28 galpões do bloco A, apenas três estão vagos.

Apesar dos espaços ociosos, o gerente regional da Colliers, Antônio Americano, afirmou que já possuem galpões do novo bloco reservados por inquilinos do bloco A. "Eles foram pegando mais clientes, daí precisam de mais espaços e resolveram contratar mais blocos", diz.

Ampliação

Com previsão de aplicação de R$ 300 milhões para todo o projeto da Cidade do Atacado, os dois novos blocos não tiveram os valores revelados, mas devem iniciar as obras no segundo semestre de 2013. Os dois terão, respectivamente, 25 mil metros quadrados e 40 mil metros quadrados. Por sua vez, o outlet deverá ter 28 mil metros quadrados de área bruta locável e 90 lojas para aluguel. A previsão de início das obras anunciada também é para julho próximo e "o estágio atual do empreendimento é o de aprovações e comercializações das lojas".

Para completar o mix oferecido pela Cidade do Atacado, Americano contou da construção - ainda em fase inicial - de uma área para pátio de 10 mil metros quadrados. Esta deve servir, segundo ele, para cargas de grande porte e que não necessitam de cobertura.

Prospecção

A meta atual, de acordo com Americano, é ocupar 100% do bloco A ainda no primeiro semestre deste ano, a partir de quando devem começar as obras do outlet e do bloco B, o qual segue o mesmo perfil do primeiro bloco. "Qualquer empresa, salvo raras exceções, se encaixa nos blocos. Mas nós trabalhamos também com o chamado galpão especulativo, que se enquadra nas exigências de cada cliente", ressalta.

Por essa mobilidade, o gerente regional da Colliers garante que o empreendimento localizado em Caucaia é um dos mais competitivos do Nordeste e pontua apenas quanto a negociação, "as quais sempre demoram mais, cerca de um ou dois anos".

Americano ainda disse estar sendo "muito procurado" por empresas que trabalham com o setor fruticultor e também ainda continua negociando com os transportadores de pás eólicas. O último tipo de negócio deve necessitar de um pátio a ser construído em parte dos 284 hectares da Cidade do Atacado.

Ocupação e clientes
Primeiro equipamento do tipo a chegar no Estado, a Cidade do Atacado, atualmente, conta com inquilinos cujas empresas são sediadas dentro e fora do Ceará. "Mas todos eles já atuavam no mercado local, só optaram pela nossa estrutura depois que chegamos", destaca.

Hoje, o único bloco construído conta com distribuidoras que prestam serviços a uma cadeia nacional de supermercados, uma rede varejista de lojas de departamentos, uma fabricante de colchões, além de outras empresas de logísticas internacionais que atuam com empresários locais.

"Inclusive, fechamos semana passada um novo contrato e estamos preparando um novo galpão para um pessoal que trabalha com ferragens", disse o corretor da Cidade do Atacado, Ednilson Saraiva.

Impactos

Localizada na confluência da BR 222 com a BR 020, a Cidade do Atacado deve gerar uma arrecadação anual de R$ 1 bilhão à cidade de Caucaia, conforme previsão anunciada pelo próprio município. Para o período pós-construção, a estimativa é de 320 mil novos postos de empregos gerados no local.

Fonte: Diário de Nordeste - Negócios

Nenhum comentário:

Busca

Siga no Facebook