sábado, 21 de dezembro de 2013

Fortaleza ganhará três Centros de Iniciação Esportiva em 2014

Secel
Parque Dois Irmão, Pici e Bairro de Fátima vão receber novos espaços para a pratica de esportes olímpicos

A construção dos equipamentos totaliza R$ 9 milhões

A Prefeitura de Fortaleza dá um importante passo na preparação de uma nova geração olímpica. Por iniciativa da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Secel) junto ao Ministério do Esporte, Fortaleza será contemplada com três Centros de Iniciação ao Esporte (CIE). Parque Dois Irmãos (Regional VI), Pici (Regional III) e Bairro de Fátima (Regional IV) vão ganhar ginásio poliesportivo e outras estruturas que podem receber até 13 modalidades olímpicas, sete paraolímpicas e uma não-olímpica. A construção dos equipamentos totaliza R$ 9 milhões.

O anúncio dos investimentos foi feito na última terça-feira (10/12), no Ministério do Esporte ,em Brasília, durante a solenidade de anúncio dos municípios beneficiados. O secretário executivo da Secel, Carlos Campelo esteve presente e recebeu das mãos do ministro do Esporte Aldo Rebelo, do secretário de alto rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, e do presidente da Embratur, Flavio Dino, o certificado de contemplação.

De acordo com Carlos Campelo, o fortalecimento dos esportes olímpicos e paraolímpicos em Fortaleza é uma das metas da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. “Esperamos identificar talentos e formar atletas, tudo isso incentivando a prática do esporte em áreas mais carentes da capital cearense". 

Localizados em áreas de vulnerabilidade social, os centros serão construídos em parâmetros oficiais e deverão estimular a detecção de talentos e a formação de atletas nos municípios, além de poderem receber competições locais e regionais.

As instalações dos centros propiciarão a prática das seguintes modalidades olímpicas: Atletismo,Badminton, Basquetebol, Boxe, Esgrima, Ginástica Rítmica, Handebol, Judô, Levantamento de Peso, Lutas, Taekwondô, Tênis de Mesa e Voleibol. As modalidades paraolímpicas são: Esgrima em Cadeira de Rodas, Goalball, Halterofilismo, Judô, Tênis de Mesa e Voleibol Sentado. E uma não olímpica, o Futebol de Salão. 

O processo de seleção para as cidades interessadas foi aberto em 4 de fevereiro, e o prazo de cadastramento encerrou-se em abril. O Ministério do Esporte recebeu as propostas e selecionou as que se enquadravam nos critérios estabelecidos. Os municípios puderam escolher entre três modelos de CIE, conforme o tamanho do terreno disponível.

Em Fortaleza, no Bairro de Fátima, Av. Aguanambi, será construído o CIE Modelo I, um ginásio poliesportivo com arquibancada para 177 lugares, administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público. Já no Parque Dois Irmãos, na Rua B, será implantado o Modelo II, um Ginásio Poliesportivo com arquibancada para 177 lugares, administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público e quadra externa descoberta. O bairro Picí terá receberá o Modelo III na rua Francisco Rocha, um ginásio poliesportivo com arquibancada para 177 lugares, administração, sala de professores/técnicos, vestiários, chuveiros, enfermaria, copa, depósito, academia, sanitário público e estruturas de atletismo. Os projetos de arquitetura e engenharia dos CIEs serão fornecidos pelo Ministério do Esporte. 

Além de Fortaleza, outras 12 cidades cearenses foram beneficiadas: Aquiraz, Canindé, Caucaia, Crateús, Crato, Iguatu, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape, Quixadá, Quixeramobim e Sobral.

Saiba mais

O Ministério do Esporte desenvolveu a concepção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no âmbito da  segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). O Projeto é considerado um legado de infraestrutura esportiva dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro em 2016. O objetivo dos Centros de Iniciação ao Esporte é ampliar a oferta de infraestrutura de equipamento público esportivo qualificado, incentivando a iniciação esportiva em territórios de alta vulnerabilidade social das grandes cidades brasileiras. O projeto integra, num só espaço físico, atividades e a prática de esportes voltados ao esporte de alto rendimento, estimulando a formação de atletas entre crianças e adolescentes.

Fonte: Prefeitura de Fortaleza

Nenhum comentário:

Busca

Siga no Facebook