domingo, 17 de fevereiro de 2013

Ceará destaca investimentos para atrair turista espanhol


COPA DO MUNDO

A meta da Setur é aproveitar a diversidade de paisagens para lançar novos produtos locais

Madri A divulgação do Ceará e, sobretudo, de Fortaleza como destino turístico e uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 para o mercado espanhol teve como destaque o aporte de cerca de R$ 9 bilhões (ou quase três bilhões de euros) em áreas chaves, que o governo estadual vem fazendo, com vistas à qualificação do espaço urbano e territorial. A meta, agora, é preparar e promover novos produtos turísticos locais, aproveitando a diversidade de paisagens, a exemplo de litoral e serra.

As ações do Estado para o turismo foram apresentadas no Goal to Brasil FOTO: ANTÔNIO MACIEL/EMBRATUR
Investimentos como a duplicação de estradas, mobilidade urbana, construção de aeroportos regionais, saúde, segurança, tecnologia da informação e no turismo, incluindo aí o recém-inaugurado Centro de Eventos, o Acquario e a preservação de seu patrimônio histórico, foram apresentados pelos respectivos secretários Estadual e Municipal de Turismo, Bismarck Maia e Salmito Filho, assim como pelo secretario especial da Copa 2014 no Ceará, Ferrucio Feitosa, durante a sétima edição do Goal to Brasil, promovido, ontem em Madri, pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). Também presente ao evento, o secretário extraordinário da Copa em Fortaleza, Domingos Neto.

Visando divulgar as cidades eleitas como sede da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, tendo a cada evento uma delas como anfitriã, a iniciativa contou ainda com a participação do diretor de Mercados Internacionais da Embratur, Marcelo Pedroso, e do assessor extraordinário de Comunicação de Grandes Eventos Esportivos do Ministério do Esporte, Joel Fernando Benín.

Só para o turismo, destacou Bismarck Maia, a cifra gira em torno de R$ 2,5 bilhões, com recursos do tesouro estadual, do Ministério do Turismo (MTur) e de financiamentos com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Banco de Desenvolvimento da America Latina (CAF).

Cúpula cearense durante o evento realizado pelo Instituto
Brasileiro de Turismo (Embratur), na Espanha
FOTO: DIVULGAÇÃO

Conforme disse, a meta é a promoção de novos produtos turísticos do Ceará. "Além da Capital, estamos focando no litoral Leste e Oeste do Estado e nas serras. Eles precisam ser independentes, com o turista não tendo, necessariamente, que passar por Fortaleza para chegar até lá. Daí a importância de estradas duplicadas e dos aeroportos regionais", explicou Maia.

Ferrucio Feitosa, titular da Secretaria Estadual da Copa (Sescopa), acrescentou ainda a implementação do Cinturão Digital, como outra obra de infraestrutura complementar à capacitação do Ceará para o mercado turístico doméstico e internacional, beneficiando também toda a população estadual. "Nesse volume de investimentos realizados pelo governo do Estado vale citar ainda o hospital a ser construído na Região Metropolitana de Fortaleza e de um novo centro de comando da Polícia, aumentando a cobertura de saúde e segurança não só para os cearenses, mas também para quem nos visita", disse.

Além do contato dos representantes dos governos estadual e municipal com operadores de turismo e imprensa especializada espanhola, o Ceará foi destaque também no "Vivência Brasil", recepção que ficou responsável por disseminar melhor a cultura de Fortaleza.

No cardápio, entre as iguarias cearenses estiveram o caldinho de feijoada, a carne de sol com banana e batata-doce, além de camarão ao leite de coco e cocada de forno. A animação do evento ficou por conta do sanfoneiro cearense Waldonys e também de dançarinos de forró.

Articulação entre o Estado e a Prefeitura

Investimentos também envolvem a requalificação da encosta do Morro Santa Terezinha FOTO: ALEX COSTA

De acordo com o secretário de Turismo do Estado, Bismarck Maia, a articulação como o poder municipal está sendo fundamental nesse momento de preparação para a Copa. "A primeira reunião que envolveu os secretários das áreas envolvidas, tanto do Estado como da Prefeitura de Fortaleza, foi muito proveitosa. Avançamos na questão do Acquario e está agendada para amanhã (hoje) um novo encontro", disse. Segundo o secretário de Turismo de Fortaleza, Salmito Filho, o objetivo dessa agenda institucional é o de garantir os compromissos assumidos pela Prefeitura e o governo do Ceará com a Fifa e o governo federal, no que diz respeito, especialmente à mobilidade urbana.

R$ 350 mi em recursos

No caso específico de Fortaleza, destacou, os investimentos - com recursos do tesouro municipal, do governo do Ceará, do MTur e de financiamentos com o CAF - ultrapassam o montante de R$ 350 milhões, e envolvem a requalificação da Av. Beira-Mar, da Praia de Iracema, encosta do Morro Santa Terezinha, Titanzinho, Praia do Futuro, Praça 31 de Março e o projeto Vila do Mar.

"A ideia é estabelecer uma comunicação entre todas essas obras, integrando toda a orla, da Barra do Ceará até a Sabiaguaba. Assim, precisamos tirar as obras do papel o quanto antes. No que tange à Beira-Mar, por exemplo, a ideia é começarmos dentro de no máximo 30 dias", afirmou. Até 2014, quando da realização da Copa, a Prefeitura de Fortaleza espera estar com um terço da Beira-Mar concluído, assim como as obras do Morro de santa Terezinha, Praia do Futuro e Praça 31 de Março.

Embratur aporta R$ 14 mi em eventos

Nesta sétima edição do Goal to Brasil, para promover as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, tendo Fortaleza como anfitriã, a Embratur desembolsou R$ 750 mil, montante que faz parte de um aporte total de R$ 14 milhões envolvendo os 14 eventos que compõem a iniciativa, já realizada em Santiago, Toronto, Bogotá, Buenos Aires, Paris e Lisboa.

Na avaliação do diretor de Mercados Internacionais da Embratur, Marcelo Pedroso, o Brasil ainda é um país em desenvolvimento, com realidades regionais diversas. "Nosso objetivo é trazer as cidades-sede da Copa para que esses destinos se tornem mais conhecidos mundialmente", fala.

Captação

Para Marcelo Pedroso, nem mesmo a atual crise econômica internacional intimida as ações do Brasil para a captação de turistas estrangeiros. "Em 2011, quando a crise já existia, a Espanha, por exemplo, saiu da décima para a nova colocação entre os maiores emissores internacionais para o País, com 190 mil turistas. No geral, o fluxo de europeus está se mantendo e o que vemos é que não dá para atrelar os investimentos realizados em promoção à conjuntura. Eles devem ser permanentes, para que quando haja a superação desse momento, a situação volte rapidamente à normalidade, ou até evolua", explica o diretor da Embratur.

Crescimento

Em termos globais, adiantou Pedroso, a expectativa é de aumentar em 15% o número de estrangeiros que visitam o Brasil.

"Nesse contexto, o turismo regional, ou seja, por meio dos sul-americanos é que se mostra mais forte nesse momento, com 48% de participação", disse o diretor.

Nordeste é estratégico

Dentre as regiões brasileiras, o Nordeste, aponta Marcelo Pedroso, é considerado estratégico enquanto produto turístico, pela diversidade natural, cultural e de modernidade. "São praias, serras, chapadas e a caatinga, impulsionando o ecoturismo. Culturalmente, temos centros históricos em muitas cidades da região, fora a gastronomia associada a tudo isso", destaca.

Tendo em vista a Copa do Mundo de 2014, entre todos os estados eleitos para sediar o Mundial, o diretor de Mercados Internacionais da Embratur, destaca o exemplo do Ceará. "A expectativa do governo federal é de que 80% das obras sejam entregues até o fim deste ano, e o Ceará é um modelo de preparação. Já inaugurou o seu estádio, fez um Centro de Eventos, está investindo em aeroportos regionais, em duplicação de estradas e está na liderança desse processo", concluiu. 

DIÁRIO DO NORDESTE
ANCHIETA DANTAS JR
REPÓRTER

Nenhum comentário:

Busca

Siga no Facebook